8 Jogos a não perder na Fase de Grupos do Mundial de 2014

A fase final de um Campeonato do Mundo de seleções é um acontecimento que, por si só, oferece motivos de sobra para um acompanhamento total por parte de todos os adeptos do chamado desporto-rei. No entanto, logo a fase de grupos, mesmo antes de a competição entrar no ritmo frenético das eliminatórias, oferece já alguns jogos de grande interesse. Conheça 8 partidas a não perder pelos motivos que se apontam:

1. Brasil – Croácia

Trata-se do jogo de abertura da competição; este será já um importante teste ao poder do Brasil, como candidato inquestionável à vitória final nas principais casas de apostas e, neste ano, com responsabilidades acrescidas por ser o país organizador do torneio. Por outro lado, este é também um teste às reais capacidades da Croácia, possível surpresa do evento, pelo seu futebol simples e eficaz.

2. Brasil – México

Mesmo que vença o jogo de abertura, o Brasil terá de confirmar o seu favoritismo neste encontro. Por outro lado, o México, não sendo uma seleção de primeiro plano, costuma apresentar um futebol competitivo e, acima de tudo, muito aguerrido. Além do mais, trata-se de duas seleções da América Latina pelo que a emoção estará certamente garantida.

3. Espanha – Holanda

Este é talvez o encontro mais interessante desta fase da competição. Em campo estará uma das seleções mais mediáticas do momento, a Espanha, candidata ao título, frente a uma seleção que pratica sempre um futebol muito atrativo. A Holanda já habituou os amantes do futebol a um estilo que mistura a técnica com a velocidade e a inteligência tática. É, sem dúvida, um desafio de encher um estádio.

4. Inglaterra – Itália

Este é um verdadeiro encontro de gigantes. Dois candidatos claros à vitória final, que já foram campeões do mundo. Para além de se tratar de duas das melhores seleções do mundial, este jogo apresenta outro atrativo: quem perder este desafio terá de disputar o apuramento para a fase seguinte com a poderosa seleção do Uruguai, pelo que a luta pelos três pontos vai ser implacável.

5. Portugal – Alemanha

O colosso alemão frente a uma equipa onde Cristiano Ronaldo é a vedeta indiscutível; trata-se de uma ocasião importante para que os portugueses comprovem em definitivo que não dependem unicamente da grande estrela que é Cristiano Ronaldo. Portugal poderá, neste jogo, mostrar ao mundo que é também candidata aos primeiros lugares.

6. Portugal – Estados Unidos

Independentemente do resultado obtido por Portugal frente à Alemanha, é um jogo decisivo para o apuramento; será também uma ocasião única para vingar a surpreendente derrota de 2002, que deixou Portugal pelo caminho. Por outro lado, este jogo poderá ser o da demonstração (ou não) do crescimento dos EUA no futebol.

7. Colômbia – Grécia

Este jogo poderá ser muito interessante pela presença de duas seleções candidatas ao estatuto de surpresas da prova. Trata-se de duas equipas com estilos radicalmente opostos e quando assim é, o espetáculo é garantido: de um lado uma seleção cujo ponto forte é o ataque, com jogadores de eleição nessa zona do terreno, como o goleador Falcão e do outro lado, uma Grécia conhecida pelo seu rigor defensivo e eficácia do contra-ataque.

8. Argentina – Irão

Este jogo marcará um momento histórico para a inexperiente seleção do Irão, comandada pelo português Carlos Queirós. Um bom desempenho da seleção iraniana poderá marcar o futuro do futebol no mundo árabe, numa época em que este desporto parece estar em expansão naquela zona do mundo.

A sua votação: