Campeonatos do Mundo de Futebol Feminino: quando e onde se realizaram

Campeonatos do Mundo de Futebol Feminino

O Campeonato do Mundo de Futebol Feminino, também conhecido como Copa do Mundo ou Mundial, é a competição mais importante no futebol feminino internacional. Trata-se de um torneio de futebol que se disputa a cada quatro anos e é organizado pela Federação Internacional de Futebol (FIFA). Nesta prova, encontram-se as 16 melhores seleções de futebol feminino do mundo e todas elas competem entre si com o intuito de se sagrarem campeãs. Saiba quando e onde já se realizaram os Campeonatos do Mundo de Futebol Feminino e aprenda um pouco mais acerca de um desporto de homens que é cada vez mais das mulheres.

À semelhança do Campeonato do Mundo de Futebol Masculino, o Campeonato do Mundo de Futebol Feminino é uma prova de futebol que reúne as melhores seleções nacionais de todo o mundo. Trata-se de uma competição exclusiva que surgiu em 1991 e, desde então, já foram realizadas seis edições. São elas:

Alemanha – 2011

Alemanha – 2011

O último Campeonato do Mundo de Futebol Feminino foi realizado na Alemanha no ano de 2011 e consagrou a seleção do Japão, pela primeira vez na sua história, como campeã do mundo. Na final, a seleção do Japão enfrentou e venceu a seleção dos Estados Unidos da América por três bolas a uma após a marcação de grandes penalidades, depois de se ter verificado um empate a duas bolas no final do prolongamento. O terceiro lugar do Mundial foi ocupado pela seleção da Suécia que venceu a seleção da França por duas bolas a uma.

Esta competição premiou a jogadora japonesa Homare Sawa com os prémios Bola de Ouro Adidas e Chuteira de Ouro Adidas, uma vez que marcou cinco golos ao longo do torneio. Também é de destacar que o prémio de melhor jogadora jovem foi entregue à australiana Caitlin Foord e a Luva de Ouro Adidas foi para a guarda-redes americana Hope Solo. O prémio FIFA Fair Play foi entregue à seleção vencedora do torneio, o Japão.

China – 2007

China – 2007

A China organizou o Campeonato do Mundo de Futebol Feminino em 2007. Tratou-se de um Mundial extraordinário que coroou a Alemanha como bicampeã do mundo. A seleção da Baviera, como é conhecida a seleção alemã, venceu na final a seleção do Brasil por duas bolas a zero. A equipa da Alemanha estabeleceu um novo recorde na competição ao conquistar o título sem ter sofrido nenhum golo em seis jogos. No terceiro lugar, ficou a seleção dos Estados Unidos da América que venceu a seleção da Noruega por quatro bolas a uma.

No final deste torneio os prémios de Bola de Ouro Adidas e Chuteira de Ouro Adidas foram entregues à brasileira Marta que marcou 7 golos ao longo da competição. Por outro lado, o prémio FIFA Fair Play foi entregue à Noruega.

Estados Unidos da América – 2003

Estados Unidos da América – 2003

O Campeonato do Mundo de Futebol Feminino de 2003 foi realizado nos Estados Unidos da América e elegeu a seleção da Alemanha, pela primeira vez na sua história, como campeã do mundo. Estava previsto fazer-se este Mundial na China, mas, devido a uma epidemia de gripe aviária, o torneio foi transferido de local para se manter dentro das datas programadas. Na final, a seleção da Alemanha bateu a seleção da Suécia por duas bolas a uma após o prolongamento, depois de se ter verificado um empate a uma bola no final do tempo regulamentar. O jogo de atribuição do terceiro e quarto lugar opôs a seleção dos Estados Unidos da América à seleção do Canadá e a seleção americana venceu por três bolas a uma.

Esta competição premiou a alemã Birgit Prinz com os galardões de Bola de Ouro Adidas e Chuteira de Ouro Adidas graças aos 7 golos que apontou ao longo do torneio. O prémio FIFA Fair Play foi entregue à China.

Estados Unidos da América – 1999

Estados Unidos da América – 1999

O Campeonato do Mundo de Futebol Feminino de 1999 foi realizado, pela primeira vez na sua história, nos Estados Unidos da América e galardoou a equipa da casa como campeã do mundo. Este evento foi disputado em estádios de grande capacidade e ficou conhecido por bater inúmeros recordes, como por exemplo: em termos de público, cobertura dos meios de comunicação social e audiências televisivas. A final disputou-se no estádio Rose Bowl, em Los Angeles e, perante mais de 90.000 espetadores, a seleção dos Estados Unidos da América venceu a seleção da China por cinco bolas a quatro depois da marcação dos pontapés de grande penalidade. O terceiro lugar foi atribuído à seleção do Brasil que derrotou nas grandes penalidades a seleção da Noruega.

No final do torneio, a Bola de Ouro Adidas foi entregue à chinesa Sun Wen. Por outro lado, a Chuteira de Ouro Adidas foi atribuída a duas jogadoras: a brasileira Sissi, Sisleide Lima de Amor, e a chinesa Sun Wen que marcaram 7 golos ao longo da competição. É de realçar que a China ganhou o Prémio Fair Play pela sua postura e desportivismo ao longo do torneio.

Suécia – 1995

Suécia – 1995

A Suécia foi palco do Campeonato do Mundo de Futebol Feminino em 1995 e premiou a seleção da Noruega como campeã do mundo. A final foi disputada no estádio Rasunda, em Solna e opôs a seleção da Noruega à seleção da Alemanha. A vitória sorriu à seleção norueguesa que bateu a sua congénere europeia, a seleção alemã, por duas bolas a zero. O terceiro lugar foi conquistado pela seleção dos Estados Unidos da América que derrotou a seleção da China por duas bolas a zero.

Esta competição premiou a norueguesa Hege Riise com a Bola de Ouro Adidas e a sua companheira de equipa Ann Kristin Aarones com a Chuteira de Ouro Adidas graças aos 6 golos obtidos ao longo do torneio. O Prémio Fair Play foi entregue à seleção da Suécia.

China – 1991

China – 1991

Na história do futebol, o primeiro Campeonato do Mundo de Futebol Feminino realizou-se em 1991, na China, e ficou a dever-se a uma iniciativa de João Havelange, então presidente da FIFA. Tratou-se de uma Copa do Mundo de enorme sucesso graças à participação numerosa e animada de um público muito entusiasta. Nesta competição, participaram apenas 12 seleções de todo o mundo e a seleção dos Estados Unidos da América sagrou-se campeã ao vencer, na final, a seleção da Noruega por duas bolas a uma. Na terceira posição ficou a seleção da Suécia que venceu a seleção da Alemanha por quatro bolas a zero.

Neste torneio, a Bola de Ouro Adidas foi entregue à americana Carin Jennings e a Chuteira de Ouro Adidas à sua companheira de equipa Michelle Akers que marcou 10 golos ao longo de toda a competição. O Prémio Fair Play foi entregue à seleção da Alemanha.

A sua votação: