As equipas apuradas para os oitavos de final da Liga dos Campeões da época 2014/2015

Terminada a fase de grupos da Liga dos Campeões 2014/2015, é chegada a altura da realização dos jogos dos oitavos de final da competição, que será disputada por 16 equipas – as duas primeiras classificadas dos 8 grupos (A a H) – a duas mãos. Muitas destas equipas ambicionam conquistar o título e têm pergaminhos para tal, mas apenas uma o conseguirá. Veja-se qual foi o seu percurso até chegarem a esta fase da competição, as suas ambições e as suas mais-valias e argumentos para alcançarem a vitória na prova.

1. Atlético Madrid

O campeão espanhol classificou-se diretamente para a fase de grupos da Liga dos Campeões, tenho vencido o Grupo A com 4 vitórias, 1 empate e 1 derrota.
Semifinalista por duas vezes e finalista vencido nas épocas de 1973/1974 e 2013/2014, o Atlético de Madrid ambicionará pelo menos igualar o feito dessas épocas, contando com a sagacidade do seu treinador, o argentino Diego Simeone, e uma equipa coesa e homogénea, onde se destacam Fernando Torres e Mario Mandžukić.

2. Real Madrid 

O terceiro classificado de La Liga apurou-se diretamente para a fase de grupos e venceu o Grupo B, apenas com vitórias.
O Real Madrid, principal favorito nas casas de apostas à vitória final, já venceu o troféu em 10 ocasiões e ambiciona repetir o feito da temporada anterior, isto é, vencer a competição. Para além de um excelente treinador, Carlo Ancelotti, e de grandes estrelas como Iker Casillas, Sérgio Ramos, Benzema, Gareth Bale e James Rodríguez, entre outros, o seu grande trunfo e mais-valia é a presença daquele que é atualmente considerado o melhor jogador do mundo: o português Cristiano Ronaldo.

3. Barcelona

O Barcelona apurou-se diretamente para a fase de grupos e ficou integrado no Grupo F, que venceria com 5 vitórias e 1 derrota.
O clube catalão é uma das grandes equipas do futebol europeu, sendo sempre um crónico candidato à vitória da Liga do Campeões, prova que já venceu por quatro vezes. Na equipa destaca-se Lionel Messi, mas não é possível esquecer o contributo de outras estrelas, como Neymar, Piqué, Iniesta, Dani Alves e Luis Suárez.

4. Arsenal

O Arsenal disputou o “play-off” de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões frente ao Besiktas, da Turquia (0-0 e 1-0), e na fase de grupos classificou-se em segundo lugar no Grupo D, atrás do Borussia Dortmund (4 vitórias, 1 empate e 1 derrota).
Apesar de ser considerada uma das melhores equipas inglesas, apenas uma vez alcançou a final deste torneio, em 2005/2006, tendo sido derrotada pelo Barcelona. Com um prestação relativamente modesta no campeonato inglês da presente temporada (é 5º classificado), sem grandes estrelas, com exceção de Özil e do treinador Arsène Wenger, o Arsenal a pouco mais aspirará do que ir o mais longe possível nesta edição da Liga dos Campeões.

5. Manchester City

O campeão inglês foi segundo classificado do Grupo E, vencido pelo Bayern Munique; alcançou 2 vitórias, 2 empates e duas derrotas.
Apesar de ainda não ter conquistado a Liga dos Campeões, o Manchester City tem a ambição de a vencer, apresentando como principais trunfos o seu treinador, Manuel Pellegrini, e uma equipa recheada de estrelas, entre as quais se destacam Joe Hart, Pablo Zabaleta, David Silva, Frank Lampard, Yaya Touré e Sergio Agüero.

6. Chelsea

O Chelsea apurou-se diretamente para a fase de grupos e venceu o Grupo G (onde se encontrava o Sporting), sem derrotas – 4 vitórias e 2 empates.
Alicerçado na qualidade e ambição do seu treinador, o português José Mourinho, o clube inglês, atual líder do respetivo campeonato, participa nesta edição da Liga dos Campeões com o objetivo de a voltar a vencer, como em 2001/2012. Para o conseguir, conta com o saber de Mourinho, o tradicional estilo aguerrido do futebol inglês e jogadores com a qualidade de Thibaut Courtois, John Terry, Oscar, Matić, Diego Costa e Didier Drogba.

7. Bayer Leverkusen

O Bayer Leverkusen foi segundo classificado do Grupo C (o grupo do Benfica e vencido pelo Monaco), alcançou 3 vitórias, 1 empate e 2 derrotas. Eles não apresentam nomes sonantes na sua equipa e as suas aspirações limitar-se-ão a alcançar o melhor resultado possível face a outros competidores com mais aspirações e argumentos futebolísticos.

8. Borussia Dortmund

O Borussia Dortmund apurou-se diretamente para a fase de grupos, onde venceu o Grupo D com 4 vitórias, 1 empate e 1 derrota. O clube alemão foi campeão europeu em 1996/1997, atravessa um momento difícil, pois ocupa o penúltimo lugar do campeonato do seu país, mas não tem grandes nomes no seu plantel. Eles não terão grandes argumentos para ultrapassar esta eliminatória.

9. Bayern Munique

O Bayern Munique, campeão alemão em 2013/2014, apurou-se diretamente para a fase de grupos; venceu o Grupo E com 5 vitórias e 1 derrota. Os bávaros já foram campeões europeus em 5 ocasiões distintas e este ano pretendem sê-lo novamente. Alicerçado na qualidade do seu treinador, o espanhol Pep Guardiola, e em jogadores de categoria internacional como Manuel Neuer, Boateng, Franck Ribéry, Arjen Roben, Thomäs Mueller e Robert Lewandowski.

10. Schalke 04

O Schalke 04 classificou-se em segundo lugar no Grupo G com 2 vitórias, 2 empates e 2 derrotas. É o atual 5º classificado do campeonato alemão, no entanto, não lhe bastarão as presenças de Kevin-Prince Boateng e de Mario Gómez, a sua grande estrela, para ter muitas ambições na Liga dos Campeões desta época.

11. Juventus

A Juventus, conhecida como a “Vecchia Signora”, é um eterno candidato à vitória na prova. A poderosíssima equipa transalpina tem como argumentos a conhecida qualidade do futebol italiano e a classe de jogadores como Llorente, Tévez, Evra, Pilro e sobretudo o seu guarda-redes e capitão Gianluigi Buffon.

12. Monaco

O Monaco integrou o Grupo C que viria a vencer, alcançando 3 vitórias, 2 empates e 1 derrota. Sem grandes tradições na Liga dos Campeões, a equipa treinada pelo português Leonardo Jardim, e dos também portugueses Ricardo Carvalho, Bernardo Silva e João Moutinho, conta ainda com grandes jogadores como Berbatov, Traoré e o internacional francês Toulalan.

13. PSG

O PSG apurou-se diretamente para a fase de grupos, tendo-se classificado em segundo lugar no Grupo F (4 vitórias, 1 empate e 1 derrota).
É atualmente o 3º classificado do campeonato francês e será talvez a esperança de a França ver um clube seu vencer esta competição (o que apenas aconteceu uma vez, em 1992/1993 – Olympique de Marselha). Os franceses têm como mais-valias os jogadores de classe mundial como Thiago Silva, David Luiz, Marquinhos, Thiago Motta, Cavani e, sobretudo, Zlatan Ibrahimović.

14. Basileia

O Basileia foi segundo classificado do Grupo B, com 2 vitórias, 1 empate e 3 derrotas. Os suíços não têm grandes tradições na prova e mostram ter poucos argumentos para competir com as equipas mais reputadas Eles aspiram a chegar o mais longe possível nesta edição da Liga dos Campeões.

15. FC Porto

O FC Porto venceu o Grupo H sem derrotas (4 vitórias e 2 empates) e é agora o único representante português nos oitavos de final da Liga dos campeões. O conjunto português tem na qualidade do futebol que pratica, na força do seu coletivo e em Jackson Martinez, Brahimi e Quintero as mais-valias para aspirar à vitória na competição.

16. Shakhtar Donetsk

O Shakhtar Donestsk integrou o Grupo H onde se classificou em segundo lugar com 2 vitórias, 3 empates e 2 derrotas. Sem jogadores de classe internacional e sem grandes tradições na Liga dos Campeões, apesar de participar com regularidade na competição, o campeão ucraniano não dispõe de argumentos futebolísticos para aspirar a mais do que atingir uma fase a mais adiantada possível da prova.

A sua votação: